Ata da Assembléia da Associação Naturista de Abricó
realizada em 14 de julho de 2007 na praia do Abricó.

Às 13:40 o presidente da Associação, Pedro Ribeiro, deu por aberta a Assembléia. Escolhida a mesa diretora, composta por Pedro Ribeiro, presidente, Antonio Alves, secretário e Wagner Baptista, auxiliar, foi lida, por Edson Rodrigues, a Ata da Assembléia anterior, realizada em 9 de junho passado, a qual foi aprovada por unanimidade com a ressalva de acrescentar a expressão “à conclusão” no primeiro parágrafo.
Em seguida Pedro Ribeiro apresentou informes:
1) Sem notícias sobre a discussão na Câmara Municipal do Rio de Janeiro, que altera a redação da Lei Municipal 4059.
2) Sobre a notícia publicada na imprensa sobre homem que foi espancado na praia do Abricó. A informação é de que o fato ocorreu diante do restaurante, na parte não naturista da praia. O meliante foi espancado por três homens, supostamente policiais à paisano, por estar se masturbando diante das pessoas daquela área. Não houve esclarecimento à imprensa, porque não houve procura da Associação por parte dos jornalistas e Pedro achou melhor não quis dar maior repercussão, como costuma acontecer nesses casos. O homem foi autuado na delegacia da Barra da Tijuca por Ato obsceno.
3) Mauro informou que fez contato com a vereadora Silvia Pontes com objetivo de conseguir apoio para nossa reivindicação de haver policiamento oficial na praia.

Passaporte:
Mauro Martins Edson Rodrigues pediram renovação dos selos de seus passaportes, porém não os trouxeram para Assembléia, que aprovou seu pedido.
Jorge Barreto e Shirley Jerônimo não puderam ter seus pedidos de concessão de passaporte atendidos por ainda não cumprirem as etapas para o recebimento dos mesmos.
Estatuto da Associação:
É desejo desde a fundação da Associação e, agora, é exigido pela Federação Brasileira de Naturismo, que o Estatuto, de cada federada, seja registrado em cartório. Na próxima Assembléia, a ser marcada em agosto, será colocada em votação a aprovação do documento. A minuta dele está disponível na Internet, no site da Associação. Quem quiser acrescentar, modificar, retirar coisas devem apresentar na próxima reunião.

Conduta do pessoal de apoio:
Houve algumas reclamações em relação ao pessoal que dá apoio à organização e fiscalização da conduta ética. Nem todas são justas. Pedro se propõe que se faça uma “cartilha” para entregar a esse pessoal. Mauro sugere que a minuta da cartilha, após aprovada em assembléia, seja posta na Internet. Nas discussões, Mauro sugere que qualquer pessoa flagrada em infração ao Código de Ética seja retirada da praia. Pedro e Renato acham que nem toda infração merece este tipo de punição. Pedro afirma que o problema não é tanto pela retirada mas COMO retirar; há orientação para que o pessoal de apoio aja com discrição. A advertência com muita visibilidade aumenta o problema. Renato acha que em caso de reação, que seja solicitada ajuda a outros naturistas, para o apoio não ficar sozinho. Pedro afirma que nem sempre há pessoas dispostas a auxiliar, mas é importante “cercar” a pessoa. Seja na entrada, seja quando estiver já instalada. Não convém nem gritar, nem correr, somente em caso de emergências. Ronaldo acha que em atos menos graves, advertir e, em caso de repetição, aí sim, retirá-la. Álvaro acha que não necessidade de detalhar na Assembléia caso a caso, porque já há o código de Ética. Um dos apoiadores deveria ser dispensado já no dia seguinte, porque além de ser “explosivo”, não aceita orientações. O problema na dispensa já é arranjar algum substituto. Outros que já prestaram colaboração no apoio também apresentam problemas diversos. O fato de ter que atuar nu afugenta possíveis candidatos. Foi sugerido adiar a dispensa do apoiador em questão enquanto não houver alguém para substituí-lo. Edson sugere dizer a ele que há normas novas, mais rígidas e quem não se enquadrar, será dispensado. Mauro sugere conversar com ele no dia seguinte. Foram apresentadas três propostas para votação: no dia seguinte (domingo, 15) dispensar. (1 voto); dar segunda chance e informá-lo das novas regras (8 votos) e dar um “aviso prévio” com tempo determinado, procurando enquanto isso um substituto (0 voto). 2 pessoas se abstiveram.

Festa Junina
O sítio não é barato. Na praia não se pode cobrar ingresso e além disso há o risco do mar. Falta ainda pagar RS 1000,00 do total de R$ 1500,00, até sexta 20. A dúvida é se teremos esse dinheiro. Até o momento foram passados 41 convites. O ideal para que não haja prejuízo é que passemos 100. Não se pode vender convites na porta do sítio porque caracterizaria uma festa aberta e não uma festa particular. Nesse caso precisaria de tirar alvará da prefeitura e do corpo de bombeiros, entre outras providências.
A programação prevista é começar às 15 horas, sendo que até às 18 horas seria feito uso da piscina e jogos de vôlei e futebol. A partir das 18 horas é que haveriam as brincadeiras e músicas típicas de festa junina: 17 h: bingo; 17:20: música; 18:00 abertura oficial e música anos 80. 18:40 esquete teatral 18:50 Música típica 19:00 brincadeiras. 19:40 bingo 20:00 esquete teatral 20:10 música anos 80 20:30 bingo 20:40 Quadrilha 21:00 sorteio da rifa e declamação “Abricó”. 21:10 Música – anos 80. 22:00 encerramento. A vestimenta será livre. Poderá usar roupas ou ficar nu. Serão alugados chapéus de palha. Não será permitido o uso de cuecas, calcinhas, sungas de praia, biquínis e assemelhados. Será permitido canga. Na área da piscina, nos jogos de vôlei e futebol e na área da fogueira não será permitido o uso de qualquer peça de roupa, a não ser chapéu de palha e lenço. Haverá sessão contínua de exibição de vídeos sobre naturismo em telão ou Tv, na sala de jogos. Mauro será o animador cultural. Haverá três pessoas de apoio, bandeirinhas, petecas, ping-pong, sinuca, bola na boca do jacaré, dança do limão, indicação na entrada, etc.
Na praia no dia ficarão Marcelo e Bia e Alessandro de apoio. Carlos (Ynai), Conceição, Wagner, Carlos Martinho irão para o sítio para ajudar a arrumar por volta das 9 horas da manhã. Edson informou que Thiago pôs sua pick-up à disposição.

A assembléia foi encerrada às 15:35 sem ter sido analisada a proposta de naturistas de Minas Gerais sobre um dia de protesto na praia de Ipanema, 7 de setembro, com mulheres fazendo top-less.

Assinaram a lista de presença 11 associados

Sendo assim disposto, Rio de janeiro 14 de julho de 2007

Pedro Ribeiro – presidente
Antonio Alves – secretário
Wagner Baptista - auxiliar