ATA DA ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA DA ASSOCIAÇÃO NATURISTA DO ABRICÓ, REALIZADA EM 26 DE AGOSTO DE 2008

 

A assembléia foi iniciada às treze horas e treze minutos, com a presença de 13 associados inicialmente, assumindo a presidência o coordenador Pedro Ribeiro, que convidou para secretariar o associado Antônio Alves.

 

A ata da reunião anterior, que já havia sido lida na Internet pelos presentes, foi aprovada por unanimidade, tal como consta da página www.anabrico.com.

 

Foram tratados os assuntos constantes da pauta, como a seguir explanado:

 

  1. Congresso Internacional de Naturismo: Será realizado no início do próximo mês de setembro, em Tambaba, PB, como é de conhecimento geral. Da nossa associação, irão participar cerca de seis membros, que têm disponibilidade de tempo x compromissos profissionais e recursos para a viagem e estadia. Foi proposta a confecção de faixa que apresente a presença de nossa associação durante os trabalhos do congresso, sendo decidido que deverá ter os dizeres: “Praia do Abricó – Rio de Janeiro – Brasil” e conter o logotipo da associação e a figura do “jacaré”.  Também foi decidido que serão confeccionados mil folhetos da ANA, modelo internacional, para serem distribuídos durante o congresso. Pedro ficou de ver o custo desta confecção.

 

  1. Novas regras para a “carteira da ANA” e passaporte naturista: Pedro informou que, na última reunião da Federação Brasileira, foi sugerido que se desse maior flexibilidade à concessão do passaporte, tendo em vista aumentar a arrecadação para a FBrN, que tem como única fonte de renda a contribuição pela emissão do passaporte, e reforço do poder de voto da Federação Brasileira junto à Federação Internacional, já que o número de votos a que cada federação nacional tem direito é proporcional aos passaporte por ela emitidos. Em decorrência disto, Pedro propôs que a carteira de identificação da ANA fosse extinta, sendo, a identificação naturista, feita apenas pelo passaporte. Para receber o passaporte, o associado teria que ter três meses de participação sem surgirem problemas devido a sua maneira de agir no ambiente naturista. Bia levantou a questão da dificuldade de se poder dar conscientemente o passaporte a candidatos que freqüentem por apenas três meses, já que o passaporte serve como carta de recomendação da associação emitente para as outras associações, sendo, portanto, co-responsáveis por possível mau comportamento dos portadores desses documentos em outros locais naturistas, no Brasil e no exterior. Segundo ela, uma pessoa mal intencionada poderia agir dentro dos princípios naturistas em nossa presença durante o curto período de três meses e, obtido o passaporte, ir criar problemas em outros lugares, desmoralizando a ANA. Pedro explicou que existem, no ambiente da FBrN, muitas pessoas que vêem no passaporte apenas uma liberação de entrada de homens desacompanhados nos ambientes naturistas e que muitas associações não concebem tal acesso, tendo, uma determinada área afiliada, chegado a se desfiliar da FBrN quando esta determinou que qualquer portador de passaporte poderia participar das atividades naturistas, sem discriminação, acompanhado ou não por mulher. Assim, várias associações reivindicam que seja prerrogativa de cada associação, clube, etc., aceitar a presença de homens desacompanhados, ainda que possuidores de passaporte emitido pela respectiva associação. Renato e Alves observaram que, em tais condições, o passaporte perde a finalidade e que, provavelmente, haverá desinteresse pela sua obtenção, já não terá força de caracterização do portador como alguém verdadeiramente naturista, ficando ao capricho de cada local acatar ou não o documento. Assim, ao invés de aumentar a arrecadação e o poder de voto da federação, as atitudes comentadas seriam motivo para dificultar ambos os objetivos. Posta em votação a proposta de redução do tempo de filiação para a emissão de passaporte e o fim da carteira da ANA, foi aprovado, com apenas dois votos contrários, que se mantenha tudo como está.

 

  1. Inadimplência: Pedro: Como já é habitual, existe grande inadimplência quanto às contribuições dos associados da ANA, havendo apenas cerca de 70 pagantes habituais, dentro dos mais de 400 sócios inscritos. Sugeriu, então, que quem não pagar durante três meses consecutivos, seja desligado da associação e, caso deseje voltar a pertencer à ANA, tenha que ingressar como sócio novo, sujeito aos mesmos pagamentos e prazos dos realmente novatos. Bia sugeriu que se faça propaganda quanto às contribuições, tentando conscientizar os associados da necessidade dessa receita para manter as atividades mais básicas de nossa associação. Poderia ser colocada faixa na praia mencionando os benefícios que são obtidos a partir dos recursos financeiros advindos das contribuições mensais dos associados. Esta proposta foi aprovada por unanimidade.

 

  1. Reportagem: Pedro informou que foi procurado por uma jornalista do canal “Sex Hot”, que lhe solicitou o apoio da ANA para uma “matéria daquele canal sobre o naturismo, enfocando a Praia do Abricó”. Pedindo detalhes sobre tal matéria, Pedro recebeu da jornalista um vídeo de programa anterior, feito em outro local, cujo conteúdo, principalmente a partir das perguntas feitas pela entrevistadora ao convidado, confirmaram a impressão de todos os presentes: o canal em questão, aliás como o próprio nome indica, tem o objetivo de publicar matérias de conteúdo sexual, ficando evidente a intenção de usar o naturismo para fim de servir de pretexto para tal tipo de programa. Ora, como isto é exatamente o contrário dos princípios do naturismo e da razão pela qual tiramos a roupa em público, foi aprovado, por unanimidade, que a ANA não apoiará a matéria pretendida. Como o local da praia é público, a associação não poderá impedir tal matéria, se a emissora assim insistir, mas que a façam sem qualquer participação seja da associação seja de naturistas a ela filiados.

 

  1. Prestação de contas da movimentação financeira da Associação no 1º semestre de 2008: Pedro informou que a associação tinha em caixa em 31/12/2007 a quantia de R$ 5062,87 e que em 30/06/2008 o saldo era de R$ 3146,62. Alerta, no entanto, que estes altos valores foram obtidos graças a doações de empresas produtoras de publicidade e cinematografia que usaram a praia do abricó como locação.

 

  1. Prestação de contas da festa “caipira” de 26/07/08: Foi iniciada a discussão das despesas e receitas, havendo inicialmente forte controvérsia entre a coordenação da ANA e os associados e barraqueiros “PQD” e Denise, que assumiram profissionalmente parte considerável das atividades da dita festa. Ambas as partes entediam que a outra estava lhe exigindo pagamento fora da combinação inicial, e, não tendo recursos para fazer tal suposto pagamento, Denise afirmava estava ainda trabalhando para cobrir o “prejuízo” que a associação lhe teria dado. Não se chegando a qualquer conclusão prática da discussão então formada, o associado Antônio Alves, habituado, em sua vida profissional, a lidar com orçamentos, solicitou que lhe deixassem pôr em papel receitas e despesas com a festa, do que decorreu obterem-se os dados abaixo resumidos:

-          Receita:

Venda de convites  ........................R$2.010,00

Vendas de comida, bebida e

                  correlatos.....................................R$ 1.856,00

                  total da receita ............................R$ 3.866,00

 

-          Despesa:

Por conta da arrecadação dos convites:

      aluguel do sítio ...........................R$ 750,00

aluguel de mesas e cadeiras......R$ 150,00

material de limpeza.....................R$   30,54

Ajuda de Hamilton........................R$ 70,00

Almoço.........................................R$ 22,00

Xerox...........................................R$ 134,90

bandeirinhas ...............................R$   29,00

chapa de “Eucatex”.....................R$   25,00

prendas para jogos .....................R$121,95

arame para fixar material.............R$    6,00

idas ao sítio antes da festa..........R$ 64,70

Ida e volta ao sítio dia da festa.....R$ 50,00

pessoal e seu lanche ..................R$705,00

subtotal (despesas da ANA).....R$2.159,09

 

déficit” .....................................R$  149,09

 

Por conta dos barraqueiros

a ser paga com recursos

das vendas de comidas e

bebidas;

custo de alimentos, bebidas

e correlatos............................... R$ 2280,34 (*)

Despesas com combustível .... R$ 190,00

Sopa

pagamento da cozinheira e 

dos auxiliares ............................R$   370,00

subtotal (despesa dos

barraqueiros) ...........................R$ 2480,34(*)

 

“déficit” .................................  ...R$    984,34(*)

 

(*) Nota: devido a dúvidas quanto a pagamentos efetuados, será feita verificação e o assunto será encerrado na próxima reunião, no mês de setembro.

 

Após o exame das contas da festa, a reunião foi encerrada às 16 horas.

Assinaram a lista de presença 15 associados.

 

Rio de janeiro, 16 de agosto de 2008

 

Pedro Ribeiro – presidente da assembléia

 

Antônio Alves – secretário da assembléia