ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL DA A.N.A. REALIZADA ÀS 16:00

DO DIA 19/02/2005

 

        Escolhidos os componentes da mesa, passou-se a apresentação dos temas a serem abordados por meio de uma Pauta impressa.

        A mesa foi composta por:

                Presidente – Pedro Ribeiro – Presidente da A.N.A.

                Membros – Marco Antonio – Vice-Presidente da A.N.A.

                            - André Herdy – Secretário da A.N.A.

                            - Carlos M. Freitas – Associado que ficou responsável pela cronografia

 

        Em seguida fez-se a palestra sobre o tema: “O que é Naturismo”, por Pedro Ribeiro

Características Principais:

  • Nudez
  • Respeito ao próximo
  • Preservar a natureza
  • Cuidar do local

 

Sugestão do associado Mauro de que as placas da Associação informe que lugar de lixo é no lixo. Que não deixemos de incentivar a limpeza

 

        O segundo ponto abordado foi a apresentação das decisões do Congrenat:

 

  • Nudismo x Naturismo = é a mesma coisa, sendo explanado que o nome original é nudismo e que posteriormente alguns passaram a chamar de Naturismo;
  • Informações sobre o Passaporte Naturista = todas as áreas afiliadas passam a aceitar quaisquer associados de outras áreas desde que estes portem o Passaporte Naturista com o selo anual do ano vigente; A responsabilidade pela emissão deste passaporte é da Associação Local e a conduta do portador será cobrada da mesma;

 

Resolução da A.N.A. = sócios visitantes não podem ter o passaporte, só os sócios permanentes é que poderão, pelos critérios resolvidos em cada caso pela diretoria, obter seu passaporte.

    Foi recomendado pelo Presidente da A.N.A. que todos leiam a Ata da Assembléia do Congrenat que está disponível no site da FBrN (http://www.fbrn.com.br) na Internet.

 

    Passou-se então ao item Informações sobre a Associação. O primeiro ponto abordado foi sobre os problemas relativos ao armário. Foi relatado pelo Pedro as lutas que vêm sendo travadas com relação ao referido armário, as inúmeras idas e vindas à secretaria de meio ambiente e ao problema relacionado ao Bar localizado do outro lado da pedra que divide a praia do Abricó, onde iríamos possivelmente construir o armário, mas que agora tínhamos uma posição contrária do proprietário do mesmo. Ficando em aberto uma possível solução para o impasse.

   

    Foi abordado a questão das placas indicativas que atualmente são feitas em papel e que acabam tendo que serem refeitas praticamente todos os dias que a Associação se faz presente à praia. Falou-se do possível patrocínio da empresa de bebidas Guaracamp e da posição da prefeitura de exigir que para conter a logomarca da empresa teria que haver a logomarca da mesma em igual tamanho e destaque. As placas seriam as de regras de condutas, incluindo as do Código de Ética Naturista e as placas divisórias de áreas.

 

    Sugestão da associada Bernadete de que os associados que freqüentam a praia durante a semana possuam e possam distribuir panfletos sobre a Associação e regras.

   

    Foi resolvido que esta proposta será reapresentada no item relativo a propostas.

 

    O item seguinte a ser abordado foram as condições para novos associados e as sugestões apresentadas foram:

1.    Manter-se de forma igual ao que já está sendo feito – por Pedro Ribeiro

2.    Criação de uma nova forma de associação para conseguir-se manter controle financeiro e pessoal da A.N.A. – por Marco Antonio

 

Foram apresentados então os detalhes de cada proposta.

Pedro Ribeiro apresentou como é atualmente o cadastro de novos membros. Os interessados em se associarem preenchem um formulário, fazem uma foto, pagam a taxa de manutenção e numa próxima visita à praia recebem a carteira de Sócio Visitante. Esta carteira é utilizada durante 12 visitas à praia onde a Associação verifica a conduta do mesmo, após este período o mesmo passa a possuir a carteira de Sócio Permanente.

Marco Antonio apresentou a sua proposta. Os novatos teriam carteiras de Simpatizantes e não mais o título de Sócios. Só poderiam se tornar membros se já fossem simpatizantes e em uma assembléia da A.N.A. houvesse uma resolução para que o mesmo vire associado. A indicação também poderia ser feita pelo próprio, no entanto para votar neste item somente os membros permanentes poderiam se manifestar.

O associado Ângelo acrescentou que poderíamos trabalhar com indicações como existem na Associação Cristã de Moços, e o indicador seria co-responsável pelo indicado.

Marco Antonio colocou que este ponto deveria fazer parte da proposta dele, ficando assim acrescentado a mesma. Continuando, o Marco Antonio sugeriu que criem-se mecanismos que facilitem o pagamento.

O associado Dialas sugeriu que são itens separados e que este ponto seja revisto em propostas, o que foi aceito.

Definidas e defendidas as propostas por Herman (proposta 1) e Marco Antonio (proposta 2), passou-se a votação:

Votação feita a proposta 1 teve 6 votos e a proposta 2 teve 8 votos, ficando então definido que a partir de agora todos os novatos serão simpatizantes, conforme proposta definida acima.

 

Foi anulado o tema da pauta onde se falava em limitar o numero de sócios, por unanimidade tendo em vista que agora só seria sócio após uma Assembléia, portanto esta mesmo poderia definir na hora se já haviam sócios suficientes ou se ainda poderíamos ter mais sócios.

 

Passou-se então para o item relativo a área de adaptação. Feita uma explanação pelo presidente da A.N.A. de que a mesma é necessária para cumprir a determinação da resolução municipal que criou a Praia de Nudismo no Abricó. O secretário da A.N.A. André Herdy argumentou que a praia do Abricó não termina na pedra, ela segue até a grande curva da estrada da Guanabara, chamada de “Curva da Ferradura”, e portanto mesmo que se retirasse totalmente a atual área de adaptação a praia continuaria a ser mista, tendo em vista que mais da metade da mesma ainda seria de uso obrigatório de roupas.

Falou-se da posição da Policia Militar e da Guarda Municipal que recomendavam que a placa oficial da Prefeitura fosse o marco divisório onde o nudismo passasse a ser obrigatório.

Levantaram-se assim três propostas:

1.    Reduzir a área de adaptação até a pedra chamada “arquibancada” paralelamente até a mata e perpendicularmente à pedra da Baleia – pelo associado Mauro

2.    Acabar totalmente com a área de adaptação, sendo obrigatório o nudismo desde a placa da prefeitura – pelo associado Ângelo

3.    Continuar como está. Área de adaptação indo até o meio do paredão de pedra do inicio da praia – pelo presidente Pedro

 

        O associado Mauro defendeu sua proposta explanando melhor o seu ponto de vista que era utilizar a pedra onde os curiosos se encostam a nosso favor. Ela passaria a ser uma divisória natural.

        O associado Ângelo definiu que segundo seu ponto de vista não existe adaptação ali, e sim curiosos que só querem ver as pessoas peladas e constranger quem queira entrar.

        O presidente da A.N.A. Pedro defendeu a permanência como está por achar que a praia foi liberada para ser mista e assim não deveria se fazer a eliminação total daquela área.

 

        Passada à votação a proposta 1 obteve 5 votos, a proposta 2 obteve 5 votos e a proposta 3 obteve 6 votos. Sendo assim ficou mantida a divisão conforme está, ou seja, no meio do paredão de entrada da praia, indo perpendicular até a água.

 

        Passando para o item seguinte: Criação de área de casais, a mesma foi eliminada por não haver nenhuma defesa neste sentido. Tendo sido aberta a discussão e ninguém se mostrando interessado no assunto.

       

        O item seguinte que era: Permissão para menores entre 14 e 18 anos freqüentarem a praia vestidos também foi aberta e eliminada por ser consenso geral que deveríamos seguir as normas da FBrN que definem a idade de 14 anos como limite para esta exceção.

 

        Tendo em vista que nada mudou neste ponto foi apresentado pelo presidente da A.N.A. Pedro Ribeiro o caso de dois filhos de naturistas da praia que freqüentam a mesma vestidos. Foi solicitado que fosse tomada uma posição imediata com relação ao caso dos dois.

        O associado Ângelo sugeriu um comunicado formal, por escrito sobre a exigência aos 2 meninos (Paulo e Lissuan) e exigir o cumprimento da resolução da FBrN pelos mesmos e por seus pais.

        Passou-se então a votação se este comunicado deveria ou não ser emitido, tendo havido unanimidade dos votantes de que se deveria proceder assim, e sendo registrado que o secretário da A.N.A. André Herdy absteve-se do seu direito ao voto.

 

        Passou-se então ao item seguinte: Criação de um livro de visitas na Praia. O presidente da A.N.A. Pedro Ribeiro apresentou a proposta que havia sido feita a ele em relação a se criar um livro de visitas onde todos os que viessem a praia deveriam colocar seus nomes. Falou-se da dificuldade de se conseguir controlar este livro. O secretario da A.N.A. André Herdy sugeriu que o associado Sr. Antônio que faz informalmente uma estatística da praia passasse a fazê-la oficialmente para a A.N.A. e assim poderíamos ter controle estatístico de quantas pessoas haviam, quantas crianças...

        Por Aclamação ficou definido que seria criado este cargo e assim o Sr. Antonio passa a ser membro da diretoria no cargo de Estatístico da A.N.A.

 

        Definiu-se por aclamação, que estas resoluções tomadas em assembléia passariam a vigorar a partir do dia 1º de Março de 2005.

 

        Foi definida a continuação desta assembléia dentro de 15 dias, neste mesmo local, para se votar os itens não apresentados tendo em vista o avançar da hora.

 

        O item seguinte a ser votado foi eleger um diretor de eventos. O Presidente da A.N.A. Pedro Ribeiro explanou sobre os motivos para tal, e o que a associação espera do diretor de eventos.

Foram indicados os seguintes nomes:

  1. Ângelo – indicado pelo secretário André Herdy
  2. Bernadete – indicada pelo associado Peninha

 

    Por unanimidade ambos foram indicados para trabalharem em conjunto, sendo assim ambos também passam a serem membros da diretoria da A.N.A.

 

        Sendo assim disposto

 

Subscrevo,

 

Pedro Ribeiro - Presidente

André Herdy - Secretário