No dia 04 de Janeiro de 2006 o Abricó ganha uma excelente reportagem no Portal IG (Últimas Notícias) e dentre os comentários vários mostram-se favoráveis ao nosso estilo de Vida e alguns outros ainda desconhecem o que é o naturismo. Para estes últimos ressaltamos que reportagens como estas servem exatamente para eles conhecerem mais sobre quão maravilhoso é ser naturista.

 

Leiam a reportagem e vejam as fotos abaixo. Na sequência vemos os comentários dos leitores.

 

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

Praia de Abricó ganha seguranças peladões

 

15:44 04/01

 

Darlan Alvarenga, repórter US no Rio (darlanalv@ig.com)



 

RIO - Morenos, altos, fortes e com cara de mau. A missão deles é garantir a ordem e zelar pelos bons costumes. A única diferença com os seguranças convencionais está no traje. Óculos escuros, boné e... nada mais. Eles são os seguranças peladões de Abricó, contratados pela Associação Naturista de Abricó para fazer a segurança da única praia de naturismo da cidade, já que há nove meses não existe mais sinalização oficial da prefeitura indicando que o local é reservado, por lei, para a prática de nudismo.

“Cansamos de pedir a presença da Guarda Municipal ou da Polícia Militar e como não sai nunca à nova licitação municipal para colocar novamente a placa que a ressaca levou resolvemos nós mesmos nos organizar para garantir que as regras do naturismo sejam respeitadas”, afirma Pedro Ribeiro, presidente da Associação Naturista do Abricó.

Os seguranças já atuavam nos finais de semana e feriados, quando a praia chega a receber até 400 banhistas. Desde a última segunda-feira, porém, elas passaram a vigiar o local diariamente. E impõem respeito aos curiosos e desavisados.

“Eu tenho que dar o exemplo. Dentro de uma área naturista não tem nexo eu trabalhar vestido”, afirma Hamilton Alves Gomes Jr, de 40 anos, que já trabalhou como segurança em casas noturnas e bares. “Fico na praia o dia inteiro e posso entrar no mar sem roupa. Pode ter emprego melhor?”.

O parceiro de Hamilton na praia prefere não ser identificado, porque sua família é evangélica e não sabe que ele é naturista. “Como já trabalhei vendendo óculos escuros na praia, falo que continuo trabalhando na praia e eles pensam que eu vendo óculos”, diz. “Minha família não entende, mas não existe coisa melhor do que entrar no mar sem roupa”.

Apesar do prazer, fazer a segurança do local exige atenção redobrada e preparo físico, já que ficam andando de ponta a ponta da praia. Eles contam que várias vezes já tiveram que usar da força física para expulsar da praia banhistas inconvenientes e abusados.

Para os chamados “indecisos” e naturistas de primeira viagem, a praia possui uma área de adaptação, cercada, onde é permitido apenas o topless. Os homens são a maioria na praia, mas há casais, famílias e idosos. Gente que vai para entrar no mar, se bronzear, ler e até mesmo pescar. Como também só para se exibir ou observar.

“Vem muita gente aqui só com a intenção só de ver mulher ou homem pelado. A gente percebe de longe e fica de olho para impedir que os naturistas sejam constrangidos com gestos ou até mesmo por olhares”, explica Hamilton.

Espiadinhas

Nos dias quentes, é grande a quantidade de curiosos que se dirigem até a entrada ou sobem nas pedras para dar uma espiadinha. Sem contar aqueles que chegam até a se embrenhar pelas picadas da mata em busca de algum ponto que dê para ver as pessoas da praia. Além de evitar a entrada de pessoas vestidas, os seguranças também têm o papel de evitar qualquer comportamento de caráter sexual ou obsceno.

Mas o que os seguranças fazem quando flagram alguém passando dos limites? “Primeiro a gente tenta conversar e explicar que é contra as regras. Daí a gente pede para a pessoa entrar no mar, para dar uma esfriada. Em último caso, a gente é obrigado a convidar a pessoa a se retirar”, diz Hamilton.

Segundo ele, a estratégia é sempre o diálogo e a intimidação, nunca a agressão física. “Mas já teve vez que tivemos que reunir todos os naturistas da praia para expulsar uns engraçadinhos”, revela.

Segundo o presidente da Associação, o principal objetivo da presença dos seguranças é zelar pela ética naturista, que consiste em respeitar as outras pessoas e evitar qualquer atitude que possa ter alguma conotação sexual.

“Não é porque está todo mundo nu que é uma praia de oba-oba e pode se fazer de tudo”, afirma Ribeiro. “Naturismo não é ficar observando as outras pessoas, é curtir a praia sem roupa e sentir a total harmonia entre corpo e natureza”.

Código de Ética

A resolução da Secretaria Municipal de Meio Ambiente que criou a primeira praia de nudismo do Rio de Janeiro é de 1994. O naturismo na praia chegou a ser questionado na Justiça. Mas desde setembro de 2003 Abricó voltou a ser praia oficial de nudismo.

A mesma lei municipal que oficializa a prática do nudismo no trecho de 300 metros obrigou a prefeitura a providenciar a sinalização, a fim de evitar constrangimentos para naturistas e outros banhistas. A colocação das primeiras placas, porém, com a descrição inclusive do código de ética do naturista, só foi feita meses depois da publicação da lei. E desde que a ressaca levou a placa, em março do ano passado, a sinalização está sendo improvisada por banners.

Segundo os naturistas, a aproximação de banhistas desavisados das praias próximas provoca constrangimentos e até mesmo questionamentos sobre a legalidade da permanência de pessoas nuas no local. "Precisamos da placa para que não ocorram mal-entendidos", diz.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente diz que depende dos prazos de licitação, mas afirma que a placa deverá ser reposta ainda neste semestre. Quanto a presença de seguranças contratados pelos naturistas, a secretaria diz que eles ajudam a garantir a ordem no local. Em relação à entrada de pessoas vestidas, a secretaria diz que o ideal é seguir o bom senso e respeitar o Código de Ética dos naturistas. Mas explica que ninguém pode ser impedido de entrar na praia, que é um local público.

Conheça o Código de Ética do Naturista:

Sexo: Evitar comportamento sexualmente abusivo e atos de caráter sexual ou obsceno.

Violência: Não praticar violência física como meio de agressão ao naturista

Drogas: Não portar ou utilizar drogas ilícitas.

Imagem: Não danificar a imagem pública do naturismo.

Propostas: Não fazer propostas inconvenientes com conotação sexual.

Fotos: Fotografar, gravar e filmar só com permissão.

Som: Não ouvir aparelho sonoro em alto volume.

Respeito: Não desrespeitar e descriminar outros naturistas.

Lixo: Recolher seu próprio lixo.

Flora: Não danificar a flora e a fauna local.

Necessidades: Procurar locais própios para satisfazer as necessidades fisiológicas.

Álcool: Não abusar de bebidas alcóolicas. 

 

 

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

(A ordem das postagens é de Baixo para cima. Mensagens retiradas as 19h do dia 04/01/06 - Leia tudo no site do IG:

http://ultimosegundo.ig.com.br/materias/brasil/2230501-2231000/2230735/2230735_1.xml

 

 

Flavio
oratoroeu@gmail.com
 
muito boa a matéria jovem... Nascemos assim e somos muito mais do que uma simples carcaça... abs 
 
 jose luiz
contjo@ig.com.br
 
Eu acho interessante essa pratica afinal de contas o que bonito e pra se mostrar, eu nao vou porque ficaria na agua o tempo todo mais acho o maximo. VIVA A NATUREZA
 
 Donato Pereira Rodrigues
donato.rodrigues @i.com.br
 
maravilhoso curtir e gozar a natureza que Deus deu a todos às pessoas que tem mente aberta e sem maldade a todos felicidades...
 
 Alex-SP
alexsandro99@bol.com.br
 
É isso quizera eu poder andar, nadar,jogar na praia e curtir a vida peladão. Não esquenta enquanto não posso dar uma passada por ai, tiram uma onda por mim ae valeu!!!!!!!!!!!
 
 James Bond
jamesbond@uaimail.com.br
 
Sacanagem! Isto é preconceito. Desde que as mulheres estão na força armada e na segurança pública por que não serem seguranças desta praia maravilhosa. Voto para que seja revisto este conceito...
 
 Fernando
SANTIF@IBEST.COM.BR
 
deve ser d + ir numa praia desta
 
 JR
jr@uol.com.br
 
IMPOSSÍVEL IR A UM LUGAR DESSE E NÃO FICAR EXITADO. EU FICARIA O DIA INTEIRO DENTRO D´AGUA. LPA DA MULHERES LÓGICO.
 
 Renato
iranato@ig.com.br
 
OI, NATURISTAS! SOU DE SALVADOR E ADORO TOMAR BANHO DE MAR NU! GOSTEI TB DOS SEGURANÇAS PELADOS, É ISSO AÍ, RTAM A NATUREZA TB!
 
 Alfredo Araújo
alfredojgomes@ig.com.br
 
Sr.Roberto Ferreira,vestes não simbolizam nada ou melhor,hoje simbolizam moda e consumo,naturismo não é safadeza mais sim um estado de espirito,um retorno ao momento mais puro da existência humana que é o nascimento,lembre-se chegamos ao mundo completamente despidos de roupas e de maldades.
 
 ARMANDO
CARIOCA_35@CLICK21.COM.BR
 
COM UNS SEGURANÇAS GOSTOSÕES COMO ESTES, TB VOU SER NATURISTA. AMANHÃ ESTAREI LÁ PELADÃO FUI.....
 
 Fabiola
 
 
Queria um segurança desse pra mim lá em casa. ai ai ai ( que o meu marido não leia este comentário)
 
 Gilberto
 
 
Acho legal! vou pra lá já sem roupa.Adorei!!!!
 
 Roberto Ferreira
beto.jferreira@ig.com.br
 
Quanto ao fato de estar vestido ou não nada tem a ver com a religiao que professamos, as vestes são simbolo de moral e civilidade, não creio que esta permissividade(safadeza) possa de algum modo nos entrosar na natureza se não a amarmos e respeitarmos, assim como nossos instintos devem ser respeitados.
 
 Marcelo
mmseq@hotmail.com
 
Abricó e o naturismo é um exemplo de inocência em relação a nudez humana diante da natureza, enquanto Ipanema é o contrário. Em Abricó, vai-se a praia para disfrutar da natureza sem a malicia cristã, nu. Em Ipanema, va-se à praia cheio de sexualidade, cobre-se o mínimo permitido pela moral cristã e aumenta-se o máximo com silicone anabolisantes, contrariando tal moral. Os naturistas de Abricó com certeza desfrutam mais da praia e de serem humanos livres, um dia da semana, nus na praia como índios na floresta, livres da moral cristã e a sua sexualidade mal-resolvida. O problema do Rio de Janeiro não é Abricó, é Ipanema e sua falsa moralidade, cristã, cheia de culpa e de malícia.
 
 Coelho
 
 
Não consigo pensar direito olhando a foto do segurança. (o da esquerda) Tchau
 
 Rômulo Cezar
romulosubtil@gmail.com
 
Acho certo! Cada um tem seu espaço na sociedade. Se a praia é destinada ao público naturista, é de devido direito o respeito aos banhistas! A questão toda é: Em toda sociedade existem as maçãs podres que se dispõem de direitos para abusar deles! Devido a esse fato acho mais que certo a segurança nessas praias tendo em vista a falta de respeito por parte dos não adeptos ao naturismo. Estamos numa sociedade livre e temos direitos e deveres. Não concordo com a hipocresia da sociedade em dizer que o local é publico e todos que querem têm de frequantar. Pois se um naturista resolve ficar pelado numa praia de não naturistas ou é considerado maluco ou é convidado a tbm se retirar! O nosso direito só começa quando o do outro termina!
 
 Francis
 
 
Louremi Vou votar em vc nas próximas eleições.Gostei! é isso ai.
 
 danielle
diasdanielle@ig.com.br
 
ai, quanto puritanismo!!Dizer q naum há nada de familiar no naturismo é realmente naum conhecer sua filosofia...mas com gente assim eu nem discuto. Naum sou naturista , mas dou todo apoio às áreas restritas ao naturismo.Como bem foi dito, isso impede curiosos, pq põe todos em uma mesma situação. Já fui em uma praia q era permitido usar roupa, mas isso fazia com que muitos curiosos fossem na praia apenas ver as pessoas nuas, e estas q queriam estar à vontade naum tinham essa condição. Antes de criticaralgo tem q se conhecer melhor o q é, isso se chama Pré-conceito.
 
 sao paulino
boiola@uol.com.br
 
gentem, deve ser muito lindo os seguranças peladões, andando pela praia.... Vou chamar minhas amigas q torcem pros bambis pra ir ver os seguranças e auxiliá-los, segurando é claro !!! Ui Ui Ui Ui Ui Ui.... Tricolor eo tricolor eo
 
 Coelho
 
 
Concordo, Louremi.
 
 Louremi Cândido
louremi.candido@ig.com.br
 
Existem diversas praias na Rio,por sinal maravilhosas, as pessoas não precisam frequentar uma praia onde sabem que é praia para o Naturalismo, acho um insulto a inteligência esse comentário que as praias são públicas, e eu vou onde quero.Pra tudo na vida precisamos usar o bom senso.
 
 Coelho
 
 
Vou nesta praia pra ver este segurança. Que lindo.
 
 sem roupa
peladao@uol.com.br
 
Deve ser massa peladão peladão, correndo pela praia..... O%!@$&@#deve ser a areia....
 
 Paulo
 
 
Acho absurdo proibirem a entrada de pessoas vestidas. A praia não é particular (não existe isso no Brasil), se alguem quiser conhecer ele tem o direito, ainda que vestido.
 
 Alice
alicebueno@hotmail.com
 
Não vejo nada de familiar num ambiente onde todos estão pelados.Além disso há hora para tirar a roupa.
 
 ANDRÉ RIBEIRO
andrelrs@superig.com.br
 
evitar a entrada de pessoas vestidas Isso é ridículo. A praia é pública. Entra quem quer. Um bando de exibicionistas resolve mostrar as breubas numa praia pública e acham que todos que vão lá têm que mostrar. Ora! Vão se estufar prá catar coquinho!
 
 Adam
adamguirro@yahoo.com.br
 
Isso é muito bom para o Abricó, pois assim os verdadeiros naturistas podem ter segurança. Alias, para fazer comentarios sobre esse assunto seria interessante a pessoa saber sobre o que está falando e não falar besteiras. Naturismo é uma filosofia de vida baseada no rspeito a sí mesmo, ao próximo e ao meio ambiente. Não é apenas ficar nu como algumas pessoas pensam.
 
 Paulo Big
paulobigonha@ig.com.br
 
Bacana! Depois da vida, o maior bem que a gente tem é a liberdade. Não fazendo mal aos outros, tudo é válido. Ou, nas palavras do poeta, tudo vale a pena quando a alma não é pequena (Pessoa). A segurança é particular e a praia é exclusiva, por determinação legal. Então, qual é o problema?
 
 Francis
francisdesantos@ig.com.br
 
Acho desnecessário a liberação do nudismo.Quem frequenta quer mostrar o corpo nada mais.E estes seguranças mesmo com a cara de pit bull não passa nenhuma seriedade.
 
 jose torrente
zetorrente@bol.com.br
 
acho natural, sem nenhum preconceito,as pessoas que la estao estao acompanhadas da familia.
 
 ubirajara
lucelioubirajara@ig.com.br
 
excelente ideia, afinal de contas pessoas naturistas tb tem direito ao espaço reservado, sem malicia e com familias e amigos a vontade, eu adoraria participar desse grupo
 
 leo
llsilva.com@ig .com.br
 
po, isso é legal, quero participar
 
 leo
llsilva.com@ig.com.br
 
essa%!@$&@#é muita safadeza. isso é pra quem não tem o que fazer!!!!!
 


Você está acessando as páginas da Associação naturista de Abricó




ANA - Associação Naturista da Praia do abricó 2003  / 2006
Todos os direitos reservados.